1º dia

Hoje pela manhã tivemos o primeiro encontro da oficina de Pinlux com Joyce Nabiça, no Fórum Landi.

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana

Na cidade velha, entre conversas e descobertas, os participantes da oficina de Pinlux transformaram pequenas caixas de fósforos em câmeras artesanais. As motivações de cada um eram diversas, desde simpatizantes da fotografia querendo se reaproximar do fazer artesanal, estudantes que buscam na fotografia um caminho para seu trabalho profissional e professores que encontram potencialidades da fotografia artesanal para enriquecer seus processos em sala de aula. Amanhã o grupo se dedica aos registros.

2º dia

Ontem pela manhã, tivemos o segundo encontro da oficina de Pinlux com Joyce Nabiça. Inicialmente nos reunimos no Fórum Landi, na Cidade Velha, para completar a construção das câmeras artesanais feitas com caixa de fósforos, nanquim, fita isolante e papéis cartão e alumínio.

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana

Escolhemos então o lugar de destino para fazermos a prática. Porto do Sal. Pinlux em ação. Trocas com os trabalhadores locais, vendedores de peixes e legumes, comerciantes de bares e mercearias, ferreiros e marceneiros. Curiosidade e de parte dos trabalhadores e de nossa parte.

No encontro do dia 25, faremos uma avaliação dos resultados a partir das anotações feitas durante a saída, já com a ideia de retornar ao Porto do Sal com um mini-varal e compartilhar o trabalho realizado com as pessoas que acompanharam nossa visita.

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana

Na próxima semana, começam as oficinas de Pinhole Gigante, Pinhole Formato Livre, Câmera Obscura Formato Livre e Pinhole Digital. Ainda temos vagas!

3º dia

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: Arlem Araujo

O terceiro encontro começou no Fórum Landi com a avaliação dos resultados, onde os participantes puderam tirar suas dúvidas sobre as imprevisões e imperfeições de suas fotografias, além de comparar os resultados da relação entre diferentes tempos e intensidades de luz.

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: Arlem Araujo

Em seguida, voltaram ao Porto do Sal para expor um fotovaral com o resultado das oficinas. Luli Leal, professora de filosofia, uma das participantes comenta “Pude vivenciar outra experiência ímpar durante a oficina de PinLux, a imagem falou, prendeu o olhar de muitos trabalhadores do Porto do Sal hoje, foi ótimo interagir com a comunidade e perceber o encantamento das pessoas com as fotografias, reconhecendo os amigos. Foi a troca de experiências com esses trabalhadores que com certeza marcou essa oficina. Esse contato com a comunidade amplia nosso conhecimento, nosso pensamento e nossas emoções. Nosso olhar é emotivo, é reflexivo. Com a PinLux eu quebro o imediatismo, vou ter que confiar no meu olhar.”

Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana Oficina de Pinlux com Joyce Nabiça / Foto: José Viana

Fotos: José Viana e Arlem Araujo


Postado por

Fechado para comentários.

http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-2.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22142.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22136.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22138.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-.html