porque a escuridão é necessária para experimentar a plenitude da luz

A Fotoativa dá continuidade ao Calendário de Formação e Experimentação, com duas novas turmas de iniciação à fotografia De Olhos Vendados com o fotógrafo e educador Miguel Chikaoka. O processo de inscrição compreende uma primeira etapa de avaliação mútua, com pré-inscrições até o dia 20 de agosto 2016. As duas turmas dividem-se às terças e quintas, pela noite, e aos sábados, pela tarde. Para ambos os participantes serão agendadas atividades práticas em horários a definir.

 

 

Segundo Chikaoka,

A proposta desta oficina é uma iniciação pautada em vivências e reflexões articuladas a partir da gênese do processo fotográfico. Um convite para visitar a luz como lugar de inspiração para um percurso poético e pedagógico.

Construção e uso de dispositivos de visualização e captura de imagens, jogos e exercícios sensoriais, deslocamentos, capturas, práticas de campo e de laboratório e rodas de conversa constituem o conjunto de atividades da oficina.

O objetivo é estimular o exercício do pensamento critico-criativo sobre o “fazer fotográfico e suas possibilidades nas diversas áreas do conhecimento.

 

Resumo do programa

Circulo da alteridade: apresentação individual a partir do lugar do afeto;

Dinâmicas mobilizadoras do corpo e dos sentidos da percepção;

O corpo como ferramenta. Mãos para que?

Dinâmica da semente de olhos vendados: sentir, latência e significados

Pincel de luz: o gesto revelador

Matéria e materiais: origens, características, propriedades e possibilidades de uso e reuso;

Construção de um modelo de câmera obscura pinhole e de uma câmera fotográfica pinhole;

A luz-imagem: concretude, percepção, registro e permanência

Espaço tempo de e da luz: o físico e o simbólico numa teia;

A trajetória da luz da linha do olhar;

Fonte e caminhos da luz: propagação, reflexão, refração e difusão;

Os raios de luz por uma lupa: convexidade e convergência;

Câmera obscura com um dispositivo óptico: plano focal, luminosidade e profundidade de campo;

Percepção, leitura, analise e registro da luz-imagem;

Processos analógico e digital: fluxo e tempo;

Rodas de conversa: leituras e releituras de processos.

 

 

 

 

 

Miguel Chikaoka é de Registro-SP, vive e trabalha em Belém desde 1980, onde iniciou um movimento em torno do fazer e pensar coletivo da fotografia cujo desdobramento resultou na criação da Fotoativa. Fotógrafo independente atuou junto ao Jornal Resistência da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos e colaborou com a Agencia F4, cobrindo fatos e eventos que envolveram organizações populares e o movimento nos anos 1980 e 1990. Em 1991, junta-se a outros fotógrafos e funda a Agencia Kamara Ko Fotografias. Como autor participou de diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. Suas obras transitam entre imagens, instalações e objetos de caráter conceitual, pautados na experiência de religação dos sentidos. Em 2012, recebeu o Prêmio Brasil de Fotografia e a Comenda da Ordem do Mérito Cultural – MINC por sua contribuição à cultura brasileira.

 

 

 

SERVIÇO

Inscrições abertas para iniciação à fotografia De Olhos Vendados
com Miguel Chikaoka
pré-inscrição até 22 de agosto 2016
entrevistas de 20 a 25 de agosto 2016
inscrição definitiva (para os selecionados) de 25 a 29 de agosto 2016

Período da Oficina
Turma 1: terças e quintas de 19h às 21h, de 6 de setembro a 1 de novembro
Turma 2: sábados de 14h às 18h, de 3 de setembro a 29 de outubro

na Fotoativa – Praça das Mercês, 19, bairro Campina
e outras locações de acordo com o tipo de atividade

Carga horária: 48 horas (incluso vivências de campo e laboratório)
Requisito: interesse e disponibilidade para participar de todas as atividades.
Investimento: R$ 635 (parcelado em até 3x no cartão).
Pagamento à vista: R$ 600 (dinheiro, cheque, depósito ou transferência bancária)
Vagas: 15 (cada turma)

 

 

 


Postado por

4 comentários

  1. Júlia Otero disse:

    Olá, boa tarde!

    Meu nome é Júlia Otero. Sou antropóloga e atualmente estou como pesquisadora no Museu Goeldi. Fiquei muito interessada em fazer o curso. O problema é que possivelmente estarei em campo por 10 ou 15 dias em setembro. Há previsão para que esse curso ou algum outro introdutório seja oferecido no primeiro semestre do ano que vem?

    Obrigada pela atenção.

    Abs,
    Júlia.

    • Núcleo de Comunicação e Difusão disse:

      Prezada Julia,

      Recomendamos que faça a inscrição para entrevista para verificar possibilidade de participação que compense esse período de ausência.

  2. Beatriz Teodosio disse:

    Boa Tarde, tenho interesse pela oficina. Mas ainda não tenho maquina, existe vagas para quem ainda não possui o equipamento?
    Desde já obrigada!
    Abraços

    • Núcleo de Comunicação e Difusão disse:

      Prezada Beatriz,

      Sim é possível iniciar sem equipamento.
      Para mais esclarecimento e orientações recomendamos que se inscreva para a entrevista.

http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-2.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22142.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22136.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-d22138.html http://www.fotoativa.org.br/blog/nike-tn-.html